Coluna

Uma boa postura e a escolha adequada do travesseiro e também do colchão ajudam a ter uma boa noite de sono. Um sono reparador, como dizem os médicos.

como escolher o colchao e travesseiro ideais

A posição correta ou mais confortável é aquela que alinha o corpo e o pescoço, ou seja, a cabeça deve estar na mesma linha horizontal do resto do corpo.

Isso pode ser facilitado nas seguintes posições: de lado, com um travesseiro que mantenha o pescoço reto, ou com as costas apoiadas sobre o colchão, também usando um travesseiro que não deixe o pescoço muito acima da linha do corpo nem afundado no travesseiro, abaixo dessa linha horizontal imaginária. É recomendável, por isso, evitar travesseiros muito duros ou muito altos.

– Independentemente de a posição ser a correta, o importante é a pessoa se sentir confortável. Não adianta dormir de barriga para cima se a pessoa não acordar no dia seguinte revigorada – alerta o ortopedista Gilberto Hiroshi Ohara, ligado ao departamento de ortopedia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Nessa linha, fica mais fácil entender por que dormir de bruços pode ser prejudicial.

– A barriga para baixo faz uma pressão sobre os ombros, e a pessoa gasta energia para manter essa posição, assim como gasta energia para manter as pernas junto aos joelhos, por exemplo. Gastar energia significa não descansar durante o sono – afirma Ohara.

Ainda segundo o especialista, ao longo dos anos as posições inadequadas podem gerar algum problema na coluna ou no pescoço – o famoso torcicolo. As dores podem se intensificar, e o correto é procurar um médico para corrigir o problema.

Assim como um travesseiro muito alto, um colchão muito duro pode ser prejudicial.

– Passamos um quarto do dia dormindo, de seis a oito horas. Um colchão duro, portanto, não favorece o sono – diz.

O ortopedista diz que as dores na coluna ou no pescoço não estão ligadas sempre à posição de dormir ou com o tamanho do travesseiro. Segundo ele, uma ressonância pode diagnosticar o problema e favorecer o tratamento correto.

– Pode se tratar de uma hérnia de disco ou de um tumor.

Além disso, a pneumologista Luciana Palombini, do Instituto do Sono da universidade, lembra que não dar sustentação correta ao pescoço pode favorecer o aparecimento do ronco e da apneia (parada momentânea da respiração durante o sono). Para quem é alérgico, o cuidado com o travesseiro e com o colchão deve ser redobrado. A poeira e, consequentemente, os ácaros devem ficar bem longe. Usar capas em travesseiros e colchões e lavá-las com frequência ajuda a diminuir a poeira, afirma a médica.

Posição correta para deitar é aquela que deixa a cabeça na mesma linha horizontal do resto do corpo

> É durante o sono que a coluna vertebral e toda a musculatura do corpo relaxam, os discos intervertebrais se nutrem e se preparam para suportar a força da gravidade que atua sobre o corpo no decorrer do dia.

> O pescoço não pode ficar flexionado nem para cima nem para baixo, mas em uma linha reta ao pescoço. O ideal é dormir de lado, com o pescoço alinhado ao corpo. Outra posição recomendável pelos especialistas é a de costas (com a barriga para cima).

> A posição de bruços (com a barriga para baixo) não é recomendada. Quando se deita de costas, é necessário um travesseiro que dê sustentação à região cervical para que o pescoço fique reto.

> Posições incorretas podem provocar cervicalgia (torcicolo), lombalgia (dores nas costas), alterações na coluna cervical, como hérnia de disco, além de favorecerem o ronco e a apneia (parada da respiração durante o sono). Entre os principais sintomas de que algo não vai bem estão dor na coluna e no pescoço, queimação, sensação de peso no pescoço, dormência e formigamento no braço e nas mãos.

> O ideal é trocar o colchão a cada cinco anos. Busque informações sobre o produto antes da compra.

> Observe se o colchão se adapta bem às curvas do corpo. Pessoas pequenas e mais magras podem optar por uma densidade menor, já as de maior peso devem dar preferência aos de maior densidade.

> Um dos grandes problemas relacionados ao colchão e que pode atrapalhar a qualidade do sono são as dores. A posição de dormir pode ter grande parcela de culpa.

> Mudar de posição durante a noite é normal e saudável. Assim, diminui-se a pressão sobre a parte do corpo que está em contato com o colchão e o travesseiro.

> Se preferir dormir de barriga para baixo, tente variar colocando um travesseiro sob o abdômen. Ou então deite de costas por 10 minutos antes de se render à posição de costume. Vá aumentando esse tempo todas as noites. Ao acordar de bruços, corrija a posição.

> O travesseiro ideal deve se encaixar perfeitamente no vão entre o seu ombro e o pescoço. Travesseiros ortopédicos podem ajudar.> Evite aquele muito duros ou muito altos, forçando a coluna.

> Não coloque o braço ou a mão sob a cabeça, o rosto ou o travesseiro, pois essa postura poderá desencadear disfunções na coluna ou no pescoço.

> Pessoas obesas e de pescoço curto devem evitar usar travesseiros muito altos, por exemplo, para não ter o pescoço muito inclinado para cima, caso durmam com a barriga para cima. Já os gordinhos que costumam dormir de bruços também não devem optar por travesseiros altos, para não ficar com o pescoço esticado para trás. As duas posições podem causar dores tanto no pescoço quanto na coluna ao longo dos anos.

> Apesar das recomendações dos especialistas, a altura do travesseiro depende de cada pessoa. Dúvidas devem ser esclarecidas por um médico.

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jspx?uf=1&local=1&action=getVidaMateria&newsID=a2420917.xml&treeName=Vida§ion=vida&origem=vida&capaId=vida

Clínica Alpha Center

Av. Ibirapuera, 2907 - Conj. 1611

Moema, São Paulo - SP

CEP: 04029-200

Contato

(11) 5082-1000

(11) 2339-1074

(11) 97069-1441 (WhatsApp)

Facebook

Horário de atendimento

Seg. a Sex das 8:00 as 18:30h

Responsável técnico

Dr. Sergio Eduardo Ungari da Costa

CRM 94760